COMO FUNCIONA O ENEM DIGITAL?

Desde que o Governo Federal anunciou a implantação gradativa da prova do Enem em versão digital, muitas dúvidas surgiram em relação à realização do exame. As principais giram em torno do exame em si e dos computadores onde a prova será realizada.

Embora a completa transição para a prova digital deva acontecer somente no ano de 2026, gestores e educadores precisam se preparar e aos seus estudantes também para realizarem o Enem no computador.

Disponibilizamos um texto completo para esclarecer todas as dúvidas sobre o Enem Digital, como a prova será implementada, como serão os equipamentos e quando o exame começará a ser aplicado desta maneira! Confira e prepare sua escola para o Enem na era digital.



O que é o Enem Digital?


O Enem Digital é a versão do Enem impresso que será aplicada gradativamente de forma informatizada. Já no ano de 2022, uma parte dos estudantes deverá realizar a prova na nova versão. No entanto, somente em algumas cidades o Governo Federal sinalizou com essa possibilidade.

Além disso, ao realizar a inscrição, os próprios candidatos fizeram a opção por realizar a prova digital ou em versão impressa. O processo tradicional, em papel, deverá ser substituído completamente até o ano de 2026, quando todas as escolas brasileiras que são locais de exame deverão estar informatizadas.


Enem Digital é realizado no local de exame


Como o Enem Digital foi anunciado ainda em tempos de pandemia, algumas pessoas imaginaram que a prova poderia ser feita de casa, em computadores particulares. No entanto, o exame, por questões óbvias de segurança, seguirá sendo realizado nos locais de exame que contam com laboratórios de informática adequados, como universidades e escolas.

O ambiente para realização da prova é monitorado da mesma forma que a prova impressa, e a avaliação segue os mesmos parâmetros de pontuação. A ideia do MEC, Ministério da Educação, é modernizar a aplicação da prova e tornar a correção mais fácil para as bancas.


Segurança durante a realização do Enem Digital


Um fator que preocupa bastante pais e educadores é a segurança durante a realização das provas. Isso porque o meio digital, apesar de oferecer praticidade e modernizar o Exame, que é aplicado em todo o país, também pode abrir espaço para fraudes.

No entanto, o MEC esclarece que o ambiente virtual para realização da prova é completamente controlado. O estudante só terá acesso ao Enem em sua tela, sem a possibilidade de abertura de outras abas.

O vazamento da prova antes de sua realização, também foi descartado como sendo mais fácil, já que o Enem já é produzido de forma digitalizada, mas impresso para os estudantes.


Organização dos computadores na sala


Os computadores para realização da prova deverão possuir requisitos mínimos de memória, velocidade e outros parâmetros que foram decididos pelo próprio MEC. No entanto, a forma de organização dos computadores será de responsabilidade do local de realização da prova e depende também do tamanho dos monitores.

Se o local permitir que os computadores sejam dispostos em fileiras sem possibilidade de cola, não há problemas com esse formato. Mas também é possível que as mesas sejam organizadas em formato de U e outras disposições que a sala de aplicação permitir.


Haverá folha de rascunho?


Uma das maiores preocupações dos candidatos diz respeito à folha de rascunho. Como o Enem é uma prova longa, é necessário resolver primeiro questões que envolvam cálculos e até fazer a estrutura da redação antes da resposta final.

No entanto, o rascunho de papel será mantido. Dessa forma, o estudante poderá fazer suas anotações, resolver cálculos e esboços e somente assinalar no gabarito a resposta final. O caderno de questões e o gabarito serão totalmente informatizados.


Como fazer a conferência do gabarito?


Ao contrário do que acontece com a versão impressa da prova, em que o candidato pode levar o caderno de questões para conferência após algumas horas do início da prova, com a versão digital isso não será possível.

No entanto, os candidatos poderão anotar no rascunho as suas respostas, o que demanda um pouco a mais de tempo, mas possibilita a conferência assim que o MEC fizer a divulgação do gabarito.


Vantagens do Enem Digital


A digitalização do Enem visa oferecer avanços na realização da prova, que já acontece desde o ano de 1998 de forma impressa. Embora a transição possa causar apreensão, a prova digital apresenta muitas vantagens:


Rapidez na correção


A correção do Enem tradicional exige muito tempo da comissão organizadora, já que todos os gabaritos são enviados para as centrais de correção. Atualmente, existem empresas especializadas que realizam a leitura dos gabaritos, por meio da sua digitalização.

Com a informatização da prova, esse processo não será mais necessário. Basta que seja feito o envio dos gabaritos para a comissão, que deverá apurar os resultados. Assim, a ideia é que os estudantes recebam suas notas em tempo menor com a completa digitalização do Exame.


Custos com a aplicação


A aplicação das provas de forma impressa acarreta em custos bastante altos para o governo brasileiro. Isso porque, além da impressão de milhares e até milhões de folhas, ainda existe o custo com o transporte seguro para envio e devolução das provas dos candidatos.

Assim, a aplicação em meio digital poderá baratear o processo e possibilitar melhor aplicação das verbas federais da Educação.


Menor impacto ambiental


Além da economia de custos e barateamento do processo, a prova digital garante maior sustentabilidade, já que a economia de papel é significativa considerando a grande quantidade de estudantes que se submetem ao ENEM todos os anos.

Além do processo para produção do papel, existe ainda o descarte de todo esse material que, inevitavelmente, acaba agredindo o meio ambiente.


Segurança


Embora o medo da maioria dos estudantes que ainda temem pela prova digital seja a segurança, o fato é que o meio digital possui maior sistemas de segurança e a possibilidade de vazamento é bem menor do que no caso das provas escritas.

Através do sistema do MEC, elaborado para o ENEM digital e desenvolvido para que os estudantes efetuem a prova em meio seguro, os riscos de exposição da prova são muito menores.


Provas mais interativas


As possibilidades de realizar provas mais interativas e com recursos audiovisuais tecnológicos é uma das maiores vantagens da prova digital. A inserção de gráficos, vídeos, áudios e imagens é bastante facilitada e pode ser um grande apoio para os estudantes diante da resolução das questões.


Desvantagens do Enem Digital


As desvantagens da aplicação da prova digital, embora sejam poucas, se dão em relação à desigualdade de acesso aos meios digitais. Embora possa parecer que todos têm acesso aos dispositivos informatizados, candidatos de regiões menos favorecidas e camadas mais pobres da população tendem a não manter tanto contato digital quanto os demais estudantes.

Outra questão é a estrutura das escolas para aplicação das provas, grande parte da Rede Pública. O Governo Federal ainda não explicou se haverá algum apoio ou destinação de verbas para adequação dos computadores nos locais de prova.

Apesar disso, é fato que a aplicação do Enem Digital promove mudanças para educadores e gestores, sobretudo no Novo Ensino Médio. É importante que as escolas se preparem e realizem simulados e provas digitais com gabaritos, além de esclarecer aos estudantes como deverão ser as mudanças!

Se você gostou do conteúdo desse texto, leia também “Como o Enem deverá modificar os paradigmas e a estrutura do Ensino Básico”! Acesse o site do Sistema Poliedro e conheça mais sobre a metodologia que visa utilizar o melhor das propostas pedagógicas para seus estudantes!

Dinâmico Pré-vestibular Enem Vestibulares Jataí GO